Locais / Capela de Nossa Senhora da Guia

A Capela de Nossa Senhora da Guia ergue-se numa das encostas do Alvão, sobranceira ao vale do Tâmega e é o palco de uma das maiores romarias do concelho.
Consagrada como padroeira do concelho em 1952, envolve a devoção das gentes de Trás-os-Montes e do Minho, que religiosamente, todos os 15 de agosto, assistem à sua procissão e cumprem promessas ao redor da Capela. A Capela que hoje existe foi construída na primeira metade do século XVIII, por devoção e voto dos senhores da Casa de Santa Marinha e da Casa do Mato, em Ribeira de Pena. Foi seu construtor o mestre Lucquas Rodriguez, da Galiza, no seguimento do modelo da Capela da Granja Velha, então recentemente construída.
É um belo exemplar do barroco rural, com um portal encimado pelo nicho em que figura, em granito, a imagem da Senhora da Guia. O pormenor arquitetónico mais significativo é precisamente aquele que encima a fachada, uma grande concha (vieira) em granito. Sabendo que o mestre construtor era galego, não é difícil conotá-la com a influência de Santiago de Compostela, cujo símbolo é, precisamente a concha.
No interior, para além do altar, recentemente restaurado, há que ter em conta o teto, todo em granito, com caixotões sem figuração.
Camilo, que certamente assistiu à romaria da Senhora da Guia, integra-a no Sexto dos seus “Doze Casamentos Felizes”.

Locais


Ponte de Arame

Ribeira de Pena

Aldeia de Agunchos

Aldeia de Sto Aleixo

Casa de Camilo

Igreja do Divino Salvador

Museu do Linho

logo